Gotas de orvalho (89)

É extremamente importante a maneira que uma pessoa se porta em casa. Não se deve ser um santo lá fora e um demônio em casa! Existem alguns desse tipo. Eles são extremamente meigos na reunião de oração, mas são terrivelmente amargos com a esposa e com os filhos. Isso não pode ser assim! Continue lendo [...]

Gotas de orvalho (88)

Quando você se encontrou desocupado, logo o Diabo bateu em sua porta e entrou. E, na realidade, isso não é de se estranhar: tudo no mundo ao nosso redor parece nos ensinar a mesma lição. É a água parada que se torna estagnada e impura: os riachos de água corrente estão sempre limpos. Se Continue lendo [...]

Gotas de orvalho (87)

Os cristãos primitivos não tinham muitos privilégios e muitas vantagens dos quais nós desfrutamos. Eles não tinham livros impressos. Eles adoravam a Deus em covas, cavernas e câmaras superiores, tinham poucas e simples vestes eclesiásticas, e muitas vezes recebiam a Ceia do Senhor em vasos Continue lendo [...]

Gotas de orvalho (86)

Acolher a Bíblia de forma meramente teórica, especulativa, gera um travesseiro desconfortável para a hora da morte. E é impressionante e solene refletir como cada assunto, cada tema, cada questão que surge da história, na filologia ou do objetivo da Palavra de Deus, naquele terrível momento Continue lendo [...]

Gotas de orvalho (85)

Quando o pecado influencia nossas preferências, ele parece agradável e bom. A mente é naturalmente predisposta a pensar que tudo o que é agradável é correto. Portanto, quando um desejo pecaminoso vence a vontade, também lesa o entendimento. (Jonathan Edwards) "Deus falar" é Continue lendo [...]

Simplicidade e sinceridade de Deus – Uma carta escrita por John Newton

Prezado senhor: Seria algo maravilhoso se todos os que professam o Evangelho pudessem, juntamente com o apóstolo, regozijar-se no testemunho da consciência, de que vivem em simplicidade e em sinceridade. Quantos males e escândalos seriam evitados! Mas, ah!, são tantos os que usam o nome de Continue lendo [...]

Gotas de orvalho (84)

O que é o evangelho em si mesmo além de uma temperança misericordiosa, na qual a obediência de Cristo é estimada como nossa, e nossos pecados são lançados sobre Ele, em que Deus, sendo juiz, se torna nosso Pai, perdoando nossos pecados e aceitando nossa obediência, ainda que fraca e defeituosa? Continue lendo [...]